EROSÃO DENTÁRIA OCASIONADA POR ALTERAÇÕES NA DIETA DEFINIÇÃO

DEFINIÇÃO:

A erosão dentária é ocasionada pela ação de ácidos que podem ter origem interna, externa ou idiopática (não identificada), provocando a perda irreversível de tecido dentário e hipersensibilidade dentinária. A erosão dentária é o resultado físico da perda patológica crônica, localizada e indolor de tecido dental mineralizado submetido quimicamente ao ataque ácido, sem o envolvimento bacteriano direto (Baratieri et al., 2001).

TIPOS DE EROSÃO:

A erosão é denominada extrínseca, intrínseca ou idiopática (Baratieri et al., 2001). Os fatores extrínsecos são: dieta (frutas, bebidas ácidas), meio ambiente (indústrias químicas, piscinas com cloro) e medicamentos (vitamina C, aspirina, ácido clorídrico).

Os fatores intrínsecos são: doenças que provocam regurgitação do suco gástrico ou diminuição do fluxo salivar.

CURIOSIDADE:

Pessoas que consomem frutas cítricas mais que duas vezes ao dia apresentam o risco 37 vezes maior de desenvolverem lesões por erosão do que aquelas que não consomem. O progresso na perda de estrutura dental por erosão é de aproximadamente 1mm ao dia (Jarvinen et al.,1991)

Características clínicas são: perda do brilho normal dos dentes; exposição de dentina nas superfícies do dente; sensibilidade persistente; exposição pulpar (devido ao acentuado desgaste, gerando perda de vitalidade dentária); incisivos encurtados com relação à largura e o comprimento. Os fatores dietéticos conhecidos como causadores da erosão estão incluídos em todos os tipos de comidas ácidas, com baixa concentração de cálcio ou fosfato.

TRATAMENTO:

Em pacientes portadores de erosão dentária, o ideal é remover por completo a fonte de ácidos ou impedir que eles entrem em contato com os dentes. A prevenção consiste em medidas para aumentar o fluxo salivar (ex. gomas de mascar sem açúcar). Além disto, pode-se optar pela aplicação tópica de flúor, objetivando a remineralização e reendurecimento da superfície dentária, deve-se aconselhar os pacientes uma técnica de escovação mais suave e uso de escova macia. Outra opção é a proteção mecânica das superfícies erodidas (desgastadas) com o uso de selantes, vernizes e execução de restaurações adesivas diretas e indiretas (lentes de contato, facetas e coroas de porcelana).

Dr. José de Anchiêta Tavares Júnior
Especialista em prótese dentária
Especialista em Implantodontia

Leave a reply